Um CTO agigantando sua empresa

Atualizado: Nov 16


Uma executiva de empresa

Terceirização das atribuições de CTO: uma promissora estratégia a ser adotada por empresas que ambicionam ser e permanecer grandes.

Recém-nascidas ou nem tanto, corporações acompanhadas por um CTO experiente se mostram fortes e competitivas. Descubra aqui como isso é possível.


O que é um CTO?

Chief Technology Officer (CTO) figura entre as trinta profissões nascidas com a onda contemporânea de transformação digital. O acrônimo define a função exercida por diretor-chefe expert em tecnologia. Ofícios como especialista em computação em nuvem e consultor de cibersegurança são outros exemplos de profissões novas em folha surgindo no mercado de trabalho do século XXI.

A atuação de um CTO tem um impacto grande em empresas, já que esse profissional agrega conhecimento tecnológico, mas também estratégico. Portanto, a expectativa não é apenas que ele viabilize o desenvolvimento de softwares de alta aceitação no mercado. Por trás dessa habilidade é esperado que ele planeje o crescimento e o desenvolvimento sólido de uma empresa.

Você deve esperar desse perfil de profissional certa habilidade para o diálogo. Isso porque um diretor-chefe especializado em tecnologia digital funciona como um atalho entre setores diferentes de uma empresa: direção, execução, comercial. Facilidade para números é outra capacidade aguardada, uma vez que dele virá o dimensionamento do impacto financeiro dos projetos abraçados pela empresa.


Quais são as atribuições de um CTO?

São muitas as tarefas de um diretor-chefe que trabalha na interface tecnologia e administração empresarial. Resumimos algumas delas aqui:

· Assume a responsabilidade técnica pelo desenvolvimento de softwares (empresas tech) e de projetos (empresas não tech)

· Analisa os propósitos da corporação e oferece direcionamento às equipes afim de que os objetivos sejam alcançados

· Acompanha as finanças da empresa e faz previsões a partir das suas avaliações

· Estuda sobre as alternativas tecnológicas e propõe a tecnologia mais apropriada para suprir as necessidades da empresa

· Realiza a contratação de pessoal depois de identificar lacunas nas equipes

· Reúne e organiza documentação de projetos, promove avaliações dos resultados deles e motiva todos os profissionais envolvidos a buscar o aumento da qualidade dos projetos.


Esperar por um CTO interno ou contratar um CTO externo?

Alguém que gerenciou o desenvolvimento de softwares em uma startup pode se tornar o CTO dela. Porque com o alçar de voo da empresa e o investimento em conhecimento sobre gestão empresarial por parte do executivo, esse parece ser o curso normal. Obviamente estamos diante de um processo que leva tempo. Por outro lado, já que as empresas desejam se destacar em um mercado altamente competitivo, talvez não seja a melhor tática esperar por um comandante. Como navegar, muitas vezes por águas turbulentas, sem alguém que coordene as ações?

Quando uma empresa é criada, se no quadro de pessoal ninguém tem expertise para a função, o que fazer? Pode surgir entre os sócios o desejo de contratar um CTO externo. Ou seja, realizar um processo seletivo para o diretor-chefe. Encontrado o profissional, mais tarde se descobre que uma parte substancial da receita da empresa está comprometida com o salário e os encargos sociais do posto. Afinal de contas, por ser uma função que abrange muitas responsabilidades, a contrapartida financeira recebida não é pequena. Nada a ver com questões sobre merecimento. Trata-se de lidar com a sustentabilidade financeira, a sobrevivência a longo prazo do negócio.


Benefícios de ter um CTO as a service

Outra expressão desconhecida? A gente explica: as a service, em tradução literal do inglês, significa como um serviço. É simplesmente a terceirização das tarefas a serem executadas por um CTO. Será um profissional que não pertencerá nem ao quadro dos funcionários nem ao de sócios. Ele vai atuar em cenários variados, facilitando os processos. Por exemplo:

· Atua como representante de um produto da sua empresa, apresentando-o para potenciais investidores

· Agrega tecnologias inovadoras e adequadas à realidade do seu negócio

· Oferece orientação administrativa isenta de influências internas

· Administra o desenvolvimento de um projeto técnico específico para o qual os membros da sua empresa ainda não estão preparados

· Seleciona ferramentas tecnológicas que precisam de atualização e desenvolve o treinamento adequado para o uso delas.


Atualmente o salário de um CTO varia de 5 mil a 12 mil reais, podendo chegar a 18 mil reais. Pensando apenas em termos financeiros, imagine quanto uma empresa economiza com a contratação temporária de um profissional ao invés de manter um funcionário full time.

Agora imagine os desafios inerentes à seleção de alguém com esse perfil multitarefas! Mesmo que a escolha se concretize, resta a desconfiança se o funcionário conseguirá de verdade traduzir ideias em conquista de clientes, rentabilidade, liquidez no caixa, sintonia entre nichos da instituição.


Negócios desenvolvidos com CTO as a service

Nós da Keener queremos ver sua empresa com grandes poderes. Para isso reunimos profissionais de primeira linha. Você pode contar com a competência dos nossos dedicados CTOs. Venha nos conhecer!

4 visualizações0 comentário