Trabalhar em startup: como é uma carreira em TI?

Atualizado: Nov 16



Um programador exercendo sua função

Você quer saber como é trabalhar em startup? Então esse é o artigo certo para você! Este é um dos mercados mais promissores da tecnologia da informação. Afinal, segundo estimativas do Banco Mundial, até 2024 devem ser criadas mais de 420 mil vagas neste segmento – sendo uma parte considerável nas startups! Portanto, quem está no início de sua carreira de TI não pode desconsiderar a área.

Ao longo desse artigo, vamos explicar exatamente o que é uma startup e quais são as principais diferenças entre os demais modelos de negócio – como as empresas tradicionais e gigantes de tecnologia. Além disso, você vai descobrir quais são os conhecimentos necessários para se candidatar às vagas de TI e os primeiros passos para começar a construir a sua carreira. Por isso, não deixe de ler até o final para se tornar um especialista no assunto.

Sem mais delongas, vamos começar?

Carreira em TI: onde é possível trabalhar?


É muito difícil – senão impossível – encontrar uma empresa que não tenha um departamento de tecnologia. Isso porque, atualmente, a tecnologia está presente em praticamente tudo o que fazemos no dia a dia: desde o aplicativo de transporte que usamos para ir ao trabalho, até os serviços de delivery de comida, e-commerce, agendamento de procedimentos médicos, contratação de serviços, enfim. Logo, a maioria das empresas investem na modernização de seus processos e, por isso, a área de TI é uma das mais promissoras no mercado.

Essa grande oferta de vagas diferentes pode fazer com que os iniciantes na carreira se sintam perdidos. Então, para que você entenda um pouco melhor, vamos falar sobre os tipos de empresa nas quais é possível trabalhar.

É melhor escolher uma empresa de pequeno, médio ou grande porte?


No mundo corporativo, é comum se referir às diferentes empresas de acordo com o seu porte. Micro empresas são negócios menores, geralmente dando seus primeiros passos no mercado e contando com até 9 empregados. Já as empresas de pequeno porte são caracterizadas pelo quadro de funcionários com até 49 empregados.

Em seguida, temos as empresas de médio porte, com 50 a 99 funcionários; as grandes empresas, com mais de 100 empregados, e as gigantes, que incluem um quadro de colaboradores com mais de 500 pessoas.

Uma startup pode se enquadrar em qualquer um desses tamanhos, sendo comum que elas comecem como pequenos empreendimentos e a expansão do negócio aconteça aos poucos. Independentemente de qual é a vaga para a qual você deseja se candidatar, recomenda-se ir além do porte da empresa.

Ou seja: o ideal é que você compreenda as particularidades de cada vaga mais do que seu tamanho no mercado. Afinal, cada um desses tipos de empresa conta com suas próprias vantagens: enquanto trabalhar em uma micro empresa oferece a possibilidade de que você cresça junto com a marca, uma vaga em uma gigante do mercado conta com uma maior estabilidade.

Por isso, é importante sempre avaliar o que você está procurando e o que precisa desenvolver para conseguir o emprego dos sonhos.

Dito isso, existem alguns termos que são muito comuns no mercado de tecnologia e com os quais vale a pena você se familiarizar. São eles:

Big techs

Embora o desejo de grande parte dos profissionais seja trabalhar em startup, as big techs ainda são um nicho muito rentável. De acordo com a PC Magazine, esse tipo de empresa se caracteriza como as grandes indústrias de tecnologia, como é o caso de gigantes como Google, Amazon, Apple e Facebook. Elas têm muita influência no mercado e contam com milhares de funcionários ao redor do mundo.

Uma das grandes vantagens de trabalhar neste tipo de empresa é a sua consolidação no mercado. As gigantes da tecnologia lidam com milhões de consumidores e processam muitas informações, caracterizadas como organizações mais estáveis e com um plano de carreira bem-definido.

Fintechs

Em contrapartida, existem também as fintechs. Enquanto uma startup é caracterizada por ser uma empresa pioneira no mercado, geralmente focada em tecnologia, as fintechs unem os termos finanças e tecnologia. Logo, representam a evolução da tecnologia no mercado financeiro.

Enquadram-se nesta categoria startups que trabalham com serviços financeiros por meio de softwares, aplicativos e ferramentas de tecnologia. É o caso, por exemplo, das empresas de fornecimento de crédito online.

Insurtechs

Por último, existem ainda as insurtechs. Elas também se enquadram na categoria de startup, mas são específicas do mercado de seguros e estão cada vez mais em ascensão no mercado brasileiro.

Nesse caso, a tecnologia é responsável pela criação, distribuição e administração de seguros – sejam eles de vida, de saúde, de eletrônicos, imóveis e muito mais.

De forma geral, as startups são abrangentes e enquadram-se nos mais variados nichos, como e-commerce, soluções de mercado, empresas de saúde e muito mais.

Trabalhar em startup é um dos grandes sonhos dos profissionais de TI por conta de seu pensamento inovador e a margem de aplicação dos conhecimentos. Nesse tipo de empresa, é comum que o funcionário seja incentivado a pensar fora da caixa e seu conhecimento é extremamente valorizado.

Porém, nem sempre é uma tarefa fácil conseguir o emprego dos seus sonhos. Isso porque a competitividade do mercado tecnológico é tanto uma vantagem, por conta das vagas oferecidas, como também um obstáculo, visto que os critérios de contratação dos profissionais de TI são cada vez mais rigorosos.

Sendo assim, a graduação pode não ser o suficiente para que você consiga atuar na empresa que deseja. Os conhecimentos necessários vão depender de cada tipo de vaga.

Quais são as vagas de TI para trabalhar em startup?

Assim como nos demais segmentos de atuação, o mercado de TI também funciona de acordo com a hierarquia de cargos. É muito comum que os profissionais comecem a trabalhar enquanto ainda estão se profissionalizando, por meio da graduação ou de cursos técnicos. Neste primeiro momento, eles são contratados como estagiários ou aprendizes e têm seu primeiro contato com o mercado.

A próxima etapa é o cargo júnior. Aqui, o profissional já tem um conhecimento mais aprofundado, porém ele ainda tem a oportunidade de crescer e aprender mais sobre diferentes tecnologias e como funciona a empresa. O profissional júnior se encontra no começo de sua carreira e lida diretamente com os seus superiores.

Em seguida, o profissional pode-se tornar um funcionário pleno. Sendo este um cargo mais alto na hierarquia, ele já abrange mais responsabilidades e o profissional tem mais liberdade e autonomia para desenvolver sistemas e aplicações, atuando como um braço-direito de seus superiores.

Em contrapartida, os cargos de senioridade já exigem um conhecimento mais amplo do mercado e são algumas das posições mais almejadas por quem busca uma carreira em TI. O profissional sênior é um especialista na empresa, tem um salário mais alto e também já possui a capacidade de atuar de forma independente, muitas vezes sem precisar do apoio de seus superiores.

Agora que você já compreendeu melhor a hierarquia para trabalhar em startup, vamos conhecer alguns dos cargos mais populares deste segmento.

Engenheiro de Software

Sendo uma vaga recomendada para profissionais de TI em começo de carreira, os engenheiros de software são contratados para projetar e implementar soluções tecnológicas. Eles trabalham diretamente com os líderes de negócios e compreendem bem as necessidades de seus clientes, oferecendo as soluções mais eficientes.

Engenheiros de dados

Já os engenheiros de dados têm a função de facilitar a análise de dados, por meio de sistemas de arquitetura, como os bancos de dados e ferramentas de processamento em grande escala.

Desenvolvedor

O cargo de desenvolvedor consiste na criação, desenvolvimento e aplicação de soluções inovadoras para os seus clientes. Eles trabalham com o desenho de ferramentas, aplicações e sistemas, sendo imprescindível conhecer as linguagens de programação e a parte técnica da tecnologia.

Consultores técnicos

A consultoria também é uma área comum em startups e o profissional contratado como consultar tem como objetivo fornecer mentorias e análises de projetos técnicos. Ou seja, eles avaliam o progresso de um projeto e oferecem todo o suporte necessário caso encontrem algum problema.

Gerente de TI

Já a gerência de tecnologia da informação é uma área que exige mais tempo de mercado. Afinal, o gerente conta com uma gama ampla de habilidades, permeando não só a tecnologia, mas também finanças e liderança para guiar a empresa. As funções do gerente dependem de cada startup, portanto é preciso analisar bem os requisitos da vaga antes de se candidatar.

Gerente de Produto/Software

Assim como gerente de TI, o gerente de produto e software atua em um cargo de liderança, geralmente em equipes de engenharia e marketing. Eles são responsáveis por reunir e analisar o feedback de clientes sobre produtos e serviços, estabelecendo metas e prazos para a sua equipe.

Analista de segurança da computação

O profissional de TI que atua com segurança da computação é responsável por proteger a organização de fraudes, invasões físicas, terrorismo, roubo, clonagem de dados e muito mais. Trata-se de uma das áreas mais promissoras das startups, exigindo conhecimentos técnicos específicos para que se possa proteger a empresa.

CTO (Chief Technology Officer)

Como grandes objetivos finais da carreira de TI para quem quer trabalhar em startup, temos os cargos de vice-presidente e presidente de tecnologia da informação, cargo conhecido como CTO (Chief Technology Officer, ou Diretor Técnico de Tecnologia). Apesar de serem cargos com um caráter mais administrativo, esses profissionais estão à frente da empresa e são responsáveis pela tomada de decisão e a consolidação da empresa no mercado.

Vale ressaltar que cada empresa conta com o seu tipo de vagas, fazendo com que os cargos descritos acima possam variar desde o nível hierárquico (como júnior, pleno e sênior) até a divisão de tarefas a serem desempenhadas.

Quais são os conhecimentos necessários para começar a carreira em TI?

Sem dúvidas, as linguagens de programação são alguns dos conhecimentos técnicos mais importantes para quem deseja atuar no mercado de tecnologia da informação. O mesmo é válido para as suas plataformas de comunicação. Sendo assim, existem alguns conhecimentos técnicos que são imprescindíveis para quem deseja começar a sua carreira, destacando-se:

HTML e CSS

Mesmo não sendo tecnicamente linguagens de programação, o HTML (HyperText Markup Language) e o CSS (Cascade Style Sheet) são o topo da lista de conhecimentos técnicos essenciais para os profissionais de TI.

O HTML é uma linguagem de marcação, utilizada para definir onde fica cada elemento de uma página na internet. Atualmente, ele está em sua 5ª versão (HTML5), sendo desenvolvido pelo World Wide Web Consortium (W3C).

Enquanto isso, o CSS consiste na linguagem que dá cores, estilo e um design amigável para os elementos de aplicativos e sites. Ele está diretamente ligado com o HTML, já que seus códigos são intrínsecos ao de HTML.

JavaScript

Além disso, o JavaScript também é muito utilizado no desenvolvimento de sites e aplicações web, ficando lado a lado com a obrigatoriedade de aprender HTML e CSS. Essa linguagem foi criada em 1995 e originalmente tinha como objetivo executar scripts que controlam navegadores. Atualmente, ela também se comunica com diferentes modelos de objeto de documentos, sendo parte importante da responsividade de uma aplicação.

Dois frameworks importantes de JavaScript no mercado são o Vue.JS, um dos frameworks de JavaScript que além de estar entre os mais usados do mundo é o com maior crescimento de utilização dentre todos os disponíveis no mercado. É um framework progressivo utilizado para interfaces web e aplicações de uma página. Ele é usado pela Adobe, Alibaba, Xiaomi e Behance, dentre muitas grandes empresas do mundo, e o Node.JS, que como principais vantagens possui sua escalabilidade, sua performance e sua simplicidade, ele é utilizado por empresas como a Netflix para reduzir o tempo de startup da aplicação de 40 minutos para apenas 1 minuto.

Java

A linguagem Java é conhecida principalmente por sua adaptabilidade aos mais variados sistemas operacionais, como sistemas mobile (Android e iOS) e plataformas desktop, como é o caso do macOS e Windows. Ela também se comunica com DOM e é uma das linguagens de programação mais versáteis. Por meio do Java, é possível trabalhar com computação em nuvem, desenvolver aplicativos, criar jogos, programas, peças robóticas e muito mais!

Ruby

Outro conhecimento importante para quem quer trabalhar em startup é a linguagem Ruby, semelhante à escrita em inglês. A boa notícia é que ela é muito fácil de ser aprendida, sendo indicada principalmente para os profissionais iniciantes.

De acordo com a página oficial da linguagem, “Ruby é dinâmica, open source, com foco na simplicidade e na produtividade. Ela conta com uma sintaxe elegante de leitura natural e fácil escrita”. Ou seja, vale a pena aprender!

A linguagem Ruby é encontrada principalmente em startups como AirBnb, Ask.fm, SoundCloud e Shopify. Portanto, você pode entender por que é tão importante investir em seu estudo!

Python

Por último, a linguagem Python também é uma importante aliada no seu arsenal de conhecimentos técnicos para construir a sua carreira. Afinal, ela é utilizada principalmente por cientistas de dados e está presente no back-ends de serviços como o Instagram e o YouTube.

A Python é como uma calculadora. Logo, o profissional pode estabelecer diferentes variáveis e conseguir resultados por meio da tecnologia. Logo, ela é utilizada principalmente na análise de Big Data.

.NET

A plataforma .NET, criada pela Microsoft, é uma plataforma de desenvolvimento open-source e que permite a criação de códigos em linguagens como C#, VB.NET e F#. Um dos grandes benefícios de sua utilização é a centralização de uma biblioteca padrão, dispensando a necessidade de usar bibliotecas diferentes para cada uma das linguagens suportadas pela Microsoft.

Flutter

Flutter é o framework da Google para desenvolvimento de Apps. Ele permite uma boa experiência no desenvolvimento multiplataformas em mobile, ou seja, não é necessário desenvolver um app IOS e Android separadamente. Tudo isso sem sacrificar a performance. Também é perfeito para o desenvolvimento de MVPs devido a sua simplicidade.

Angular

Angular é um framework open-source para JavaScript desenvolvido pelo Google.

Ele é um framework que tem como característica principal a forma sincronizada como funciona entre Visão e Modelo, gerando alteração imediata entre as duas camadas. Ele ficou conhecido também por ser um framework fácil de se trabalhar, altamente testável e focado em interfaces.

PHP

PHP é utilizado principalmente por ser a base tanto do Wordpress como do Magento, dois dos mais usados CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) do mundo inteiro. Comparativamente, o Wordpress detém 70% do mercado mundial de CMS ou mais de 28 milhões de sites usando. Enquanto Magento, que também é em PHP, mas extremamente especializado em E Commerce de grande porte, chega a quase 10% de share do mercado exclusivamente de ecommerce.


Outros conhecimentos importantes para trabalhar em startup

As linguagens de programação e o funcionamento da tecnologia em geral se caracterizam como as principais habilidades técnicas para quem quer construir uma carreira em TI. Porém, existem outros conhecimentos que também fazem toda a diferença na construção de um currículo atraente.

Por exemplo: o Excel. Isso mesmo! Saber utilizar o Excel é imprescindível para o profissional da tecnologia. O conhecimento de suas funcionalidades pode transformar a rotina do departamento de TI, sendo obrigatório para qualquer profissional da área.

O mesmo vale para as habilidades de comunicação interpessoal. Afinal, o segmento de tecnologia permeia praticamente todas as áreas de uma empresa. Portanto, o profissional deve ser capaz de se comunicar bem, compreendendo as necessidades de cada cliente – seja ele interno ou externo – para oferecer as melhores soluções.

Por último, conhecer outros idiomas, principalmente o inglês, também é uma forma de conseguir as melhores vagas. Felizmente, algumas empresas investem no futuro de seus colaboradores de uma forma dinâmica e fácil de aprender. Na Keener Innovations, por exemplo, os colaboradores são convidados a votarem em algumas opções de filmes para que todos possam assistir juntos. Além de promover a integração da equipe, eles entram em contato com o inglês e conseguem aprimorar a sua carreira.

O que eu preciso saber para começar a minha carreira?

Depois de tudo isso, é provável que você esteja se sentindo sobrecarregado com a quantidade de informações fornecidas. Porém, temos uma excelente notícia: construir uma carreira em TI pode, sim, ser mais fácil do que você imagina.

O primeiro passo é investir o que você puder na sua educação. Os profissionais de tecnologia têm um perfil dinâmico, empreendedor e, muitas vezes, autodidata. Isso significa que eles têm uma sede de conhecimento responsável pelo acompanhamento de um mercado tão versátil quanto o de tecnologia.

Quanto mais você estudar, maiores as chances de conquistar cargos melhores na sua carreira. Por isso, conte sempre com o apoio e mentoria de especialistas do setor para que você possa criar um plano de estudos eficiente.

Além disso, lembre-se de analisar bem os requisitos de uma vaga antes da candidatura. Trabalhar em startup exige um perfil específico para cada empresa e você deve estar de acordo com todos esses critérios para construir a sua carreira. Analise não apenas os conhecimentos que você já tem, mas também o que você pode aprender na empresa.

Por último, não tenha medo de se arriscar. Como já mencionamos acima, o mercado tecnológico é extremamente versátil e dinâmico. Por isso, você vai se deparar com muitos desafios que, sem dúvidas, vão contribuir para a criação da sua bagagem profissional.

Lembre-se de optar por uma empresa que está disposta a investir em você. Na Keener Innovations, os colaboradores são a alma do negócio e o plano de carreira é desenvolvido de acordo com as necessidades de cada um.

Gostou de saber um pouco mais sobre a carreira de TI e o que você precisa para se dar bem no mercado? Então deixe o seu comentário abaixo e aproveite também para compartilhar as dicas nas redes sociais!


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo